compartilhar esta notícia no facebook

publicada em 19/11/2015

Bate-papo com Jaime, goleiro do time Sub-23

ENTREVISTA COM A MURALHA DO NOVA CIDADE

É com prazer que o Nova Cidade traz para você, nosso torcedor, a primeira entrevista da série "Bate-papo" aqui no site do Gigante da Baixada. Para estrear, é o goleiro Jaime, destaque do time Sub-23, no Torneio OPG de 2015.

FICHA TÉCNICA:

Nome:  Jaime do Amaral Israel Nobre
Idade: 21 anos
Cidade: Rio de Janeiro -RJ
Nacionalidade: Brasileiro

Qual foi o momento mais marcante de sua carreira ?

O momento mais marcante até aqui, foi quando assinei meu primeiro contrato profissional. Foi uma conquista que me fez ter certeza que estou no caminho certo e que ainda tem muita coisa pra acontecer em minha carreira.

Quais são seus objetivos profissionais? E pessoais ?

 Profissionalmente, hoje minha realidade é o Nova Cidade. Espero buscar o acesso à Série B (do Carioca), e dar sempre o meu melhor em todas as partidas, ser reconhecido pelo meu trabalho e ter a oportunidade de defender um clube de ponta do cenário nacional ou, quem sabe, internacional. Já pelo lado pessoal, quero ter minha independência financeira, e poder ajudar minha família a ter uma condição melhor de vida, além de chegar à Seleção Brasileira.

Recentemente você recebeu sondagens do Fluminense e de outros clubes. Como você vê esse interesse de outros clubes em seu futebol?

Fico muito feliz pelo reconhecimento. Sinal de que o trabalho está sendo bem feito e está dando frutos. Porém, até então, sou jogador do Nova Cidade e espero honrar sempre a camisa que estou vestindo.

Quem são seus ídolos na profissão?

Admiro muito o trabalho do Jefferson, Rogério Ceni e do Buffon. Todos por sua desenvoltura e pela liderança que exercem dentro e fora de campo.

O que faz nas horas vagas?

 Sou muito família. Costumo ir à igreja,  sair com amigos e curto vídeo-game também (risos).

No mundo do futebol é comum vermos jogadores xingarem e até brigarem em campo, mas você está sempre tranquilo. Nunca perde a paciência ?

Procuro manter o nível de concentração, passando tranquilidade e segurança para a equipe. Mas também não tenho sangue de barata (risos).

O que você menos gosta no mundo do futebol?

A injustiça e a corrupção, mas isso tem em todas as profissões infelizmente.

Que profissão seguiria se não fosse jogador ?

Não me vejo fazendo outra coisa a não ser atleta. Pensei em seguir carreira no vôlei, só que acabei optando pelo futebol.


Veja as grandes defesas da Muralha do Nova Cidade, que fez desperta o interesse de grandes clubes.

https://www.youtube.com/watch?v=DbrlcytYRws

 

Deixe seu comentário aqui

 

  voltar

Próximo jogo

 


Não há jogo agendado até o momento.

 


Jogo anterior

2 x 2
20/08/2017 às 15:00hs - Campeonato Estadual Série B2 2017
Estádio Joaquim de Almeida Flores

Parceiros & Patrocinadores